Canela, ou cinnamomum verum, qual é a verdadeira canela?

Uma especiaria obtida a partir da casca interna da arvore Cinnamomum. Estes podem ser moídos ou em pó ou ainda transformados em extrato.

E são os óleos essenciais desta especiaria que a deixa com propriedades e benefícios únicos para a saúde.

A canela possui diversos benefícios a saúde, como por exemplo, ação anti-fúngica, auxilia na diminuição do inchaço, auxilia em cólicas, estimula a digestão lenta, para infecções na cabeça, na pele, para aliviar sintomas de depressão, auxilia no controle de glicemia, pressão arterial e redução de doenças neurodegenerativas.

Canela cassia ou Canela do Ceilão??

Originadas de arvores diferentes, a canela cássia origina-se da arvore Cinnamomum cássia, já a canela do ceilão, nativa da India, é obtida da Cinnamomum verum ou Cinnamomum zeylanicum.

A canela Cassia é a mais comum, comercialmente falando, é a mais barata, mais fácil de encontrar, que é consumida pela maioria das pessoas, porém, ela possui alto teor de cumarina, uma substancia que pode ser tóxica ao organismo.

A canela do ceilão, considerada a verdadeira canela, já pelo seu sabor, pode-se notar a diferença da qualidade da canela, através do seu sabor suave e “adocicado”.

Estudos mostraram que a canela do ceilão auxilia na redução de picos de açúcar no sangue e melhora os marcadores metabólicos associados a resistência a insulina.
A canela do ceilão, também reduz os marcadores do metabolismo lipídico, como o LDL, triglicerídeos, colesterol total.

Há estudos também que demonstram que o consumo da canela bloqueia o acúmulo de uma proteína chamada tau no cérebro, muito importante para prevenir doenças neuro degenerativas como o Alzheimer, pois o acúmulo desta proteína tau é uma característica desta doença.

Logo, as principais indicações da canela são:

  • controle glicemico e da insulina, anti-inflamatoria e antimicrobiana.
  • sindrome dos ovarios policísticos (SOP)

Não tem um melhor horário para consumi-la, mas você pode adicionar a canela ao longo do dia, seja no shot, chá ou na culinária.

E na Emporio de la Vita você encontra a Canela do Ceilão da Cookoa, vem diretamente da Índia, um dos alimentos mais ricos em antioxidantes da natureza, apreciada há milhares de anos na culinária e na medicina Ayurveda.

As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não deve ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas especificas. Assim, as informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro profissional da saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. Por fim, nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura de ajuda por causa de algo que tenha lido em nosso site ou mídias sociais da Emporio de la Vita;

Referencias: Clube da Rita Castro;  Hoffmann, David, o guia completo das plantas medicinais; Bruno, Luciano, Castro, Rita – Chas e Shots.

Açúcar, um dos vilões na alimentação!

Atualmente já sabemos que um organismo inflamado é a causa de várias doenças, inclusive de doenças autoimunes.

Sendo que a inflamação só é prejudicial ao nosso organismo quando ela se torna crônica, pois afinal, inflamação também é o mecanismo com o qual o nosso corpo nos protege de invasores.

E o açúcar é um dos dez alimentos mais inflamatórios, qualquer que seja a sua quantidade e comê-lo em excesso é como jogar gasolina no fogo: transforma uma fogueira controlável num tremendo fogaréu.

O açúcar é um perigoso adversário da saúde, se disfarça como amigo, adoçando os alimentos, e nos dando prazer em comer as preparações que o contém, por muitos anos foi associado como o ingrediente do prazer e da felicidade, muito presente em alimentos industrializados, porque é barato, rentável e cria consumidores cativos por sua capacidade de gerar dependência.

E uma dieta rica em açúcar refinado também é considerada o principal fator no desenvolvimento da obesidade.

A super exposição ao açúcar inibe seu sistema imunológico, tornando-o ineficiente, especialmente quando ele precisa combater inflamações. O açúcar, suprime os glóbulos brancos durante cerca de 10 minutos depois de consumido. Ou seja, se você ingerir uma grande quantidade de açúcar, quando estiver gripado, levará mais dias para ficar curado.

Hoje já se sabe que existem 3 tipos de diabetes:

  • diabetes tipo 1 conhecida como uma doença auto imune;
  • diabetes tipo 2 relacionada a anos de ingestão excessiva de açúcar, desgastando nosso sistema regulador de açúcar;
  • diabetes tipo 3, resistência insulínica cerebral, que provoca demência, Alzheimer…

Ou seja, o excesso de exposição ao açúcar desgasta a habilidade cerebral e corporal de manejar os níveis de insulina.

O açúcar perturba as relações minerais em seu organismo, provoca as deficiências de cromo e cobre e interfere na absorção de cálcio e magnésio.

O açúcar também é alimento das células cancerígenas, pode causar muitos problemas no trato gastro-intestinal, causa envelhecimento precoce, pode causar doenças autoimunes.

E agora você deve estar se perguntando, não se pode mais comer alimentos doces?

Não é bem assim, podemos fazer susbtituições saudáveis como:

  • O Zen Açúcar da Cookoa, uma combinação de fruta do monge, cujo consumo pela medicina tradicional chinesa já é milenar, devido suas propriedades fitoterápicas associadas a longevidade, com o eritritol, um adoçante natural, com boa tolerância gastro-intestinal.

O Zen açúcar da Cookoa não possui retrogosto, é sem calorias, sem carga glicêmica.

  • A utilização de frutas secas, como damasco, tâmara, uva passa, também são ótimas opções para adoçar.
  • Frutas in natura, como a banana, também é uma alternativa.
  • Assim como a utilização de outros adoçantes naturais, como a stévia, taumatina, xylitol.

Varie essas substituições, utilize com moderação, e continue cuidando dos seus hábitos saudáveis, essa é a nossa dica de hoje.

As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não deve ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas especificas. Assim, as informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro profissional da saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. Por fim, nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura de ajuda por causa de algo que tenha lido em nosso site ou mídias sociais da Emporio de la Vita;

Balch, Phyllis A. – Prescription for Nutritional / Livro: Como tratar doenças autoimunes

Dicas de como melhorar a saúde da sua visão

Dois dos órgãos mais complexos do corpo, os olhos, nos fornecem feedback visual instantâneo do mundo. Todos nós sabemos e sentimos a importância da visão em nossas vidas, é através dela que conseguimos registrar a beleza da vida, como o sorriso das pessoas, a beleza do nascer ou por do sol. É a visão que nos direciona. E também é na visão que começa a nossa digestão, ou seja, ela também está interligada com outros sistemas do organismo, como o digestivo, o neurológico, pois afinal, quando visualizamos uma imagem ruim sentimos medo, quando visualizamos algo prazeroso, o sentimento de alegria predomina.

Porém com o envelhecimento aumenta o risco de perda de visão e problemas oculares, incluindo catarata, doença ocular diabética, glaucoma, degeneração macular relacionada à idade e olhos secos. Além de muitos danos nos olhos e na perda da visão estarem relacionados com doenças subjacentes, como a diabetes que muitas vezes leva a hemorragias na retina, catarata precoce, que também pode estar relacionada com a diabetes, a pressão arterial elevada, além de muitas vezes o declínio da visão estar relacionado com exposição ao sol, má nutrição, exposição à fumaça do tabaco e outros poluentes e desidratação.

Um dos principais contribuintes para problemas oculares é a má alimentação, especificamente os alimentos carregados de produtos químicos e conservantes. A deficiência de vitaminas podem levar a vários problemas oculares.

Assim, como todas as outras partes do corpo, os olhos precisam ser nutridos adequadamente, uma dieta rica em antioxidantes, frequentar o oftalmologista, utilizar óculos de proteção, controlar ou evitar os fatores desfavoráveis a visão, são estratégias que auxiliam no cuidado da proteção da sua visão.

Ter os seguintes cuidados de saúde com a visão aumentará as chances de protege-la:

  • Alimentação saudável

-Consumir alimentos com luteína e zeaxantina, pois a falta destes nutrientes estão relacionadas com menor densidade da mácula ocular (parte do olho que controla a visão central) e aumento de desenvolvimento de degeneração macular relacionada a idade, além de serem protetores do epitélio da retina.

– Alimentos fontes de luteína e zeaxantina: couve, espinafre, agrião, milho, ovo, alface verde, aipo.

– Fatores que podem aumentar a biodisponibilidade: branqueamento no alimento aumenta a biodisponibilidade; aumento da absorção após consumo da luteína com azeite de oliva extravirgem.

– Alimentos bons para a saúde do coração e dos vasos sanguíneos também ajudam a proteger os olhos, como alimentos crus, ricos em antioxidante, folhosos, legumes, vegetais, alimentos ricos em betacaroteno, licopeno, como a cenoura e o tomate, frutas como maçã, mirtilo, morango, framboesa.

– Assim, a alimentação deve conter quantidades adequadas de vitaminas do complexo B, vitaminas A, C e E; minerais como selênio e zinco.

– Evite açúcar e glúten, ou seja, alimentos inflamatórios.

  • Ir ao oftalmologista com frequência: “Um exame abrangente com a dilatação das pupilas pode detectar condições das quais você pode não estar ciente, porque muitos desses problemas não apresentam sintomas”, indicou o Dr. Matthew Gardiner, oftalmologista da Massachusetts Eye and Ear Infirmary afiliada à Harvard. Mesmo se você não tiver problemas oculares, muitos oftalmologistas recomendam a realização de um exame oftalmológico completo a cada dois anos antes dos 70 anos e, a partir dessa idade, anualmente.
  • Controlar as condições subjacentes, pois outros problemas crônicos de saúde podem prejudicar a visão, como por exemplo a diabetes, pressão alta.
  • Parar de fumar
  • Usar proteção para os olhos, como os óculos de sol, com lentes que possuam proteção UV, pois filtram os raios ultravioletas (UV) do sol. E os óculos de segurança, quando estiver fazendo algum trabalho que possa ter risco, para evitar ferimentos, como por exemplo jardinagem.

As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não deve ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas especificas. Assim, as informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro profissional da saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. Por fim, nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura de ajuda por causa de algo que tenha lido em nosso site ou mídias sociais da Emporio de la Vita;

Balch, Phyllis A. – Prescription for Nutritional / Artigo de Harvard traduzido pela Essential Nutrition (https://www.essentialnutrition.com.br/conteudos/seis-maneiras-de-melhorar-e-proteger-a-sua-visao/)

A importância da proteína no organismo humano.

As proteínas são essenciais para o organismo humano, tanto para o desenvolvimento quanto para o crescimento.

As proteínas fornecem energia ao corpo e é necessária para a fabricação de hormônios, anticorpos, enzimas e tecidos.

E o que são as proteínas?

  • Macronutrientes formados pela combinação de aminoácidos ligados entre si através de ligações peptídicas. Ou seja, quando a proteína é consumida, o corpo a decompõe em aminoácidos e assim ocorre a absorção pelo organismo.

Fundamentais para a formação dos músculos, enzimas e do nosso DNA, além de estarem envolvidas em diversas funções relacionadas ao Sistema Nervoso Central (SNC), metabolismo energético e sistema imune.

Assim, as proteínas são uma parte necessária de todas as células vivas do corpo, ao lado da água, a proteína compõe a maior parte do nosso peso corporal. No corpo humano, as substâncias proteicas compõem os músculos, ligamentos, tendões, órgãos, glândulas, unhas, cabelos e muitos fluidos vitais do corpo, e são essenciais para o crescimento dos ossos. As enzimas e os hormônios que catalisam e regulam todos os processos corporais são proteínas. As proteínas ajudam a regular o equilíbrio hídrico do corpo e a manter o pH interno adequado. Auxiliam na troca de nutrientes entre os fluidos do corpo , causando edema. As proteínas formam a base estrutural dos cromossomos, através da qual a informação genética é passada de pais para filhos.

Quando não há ingestão suficiente de aminoácidos essenciais o cérebro envia um sinal para os músculos liberarem alguns de seus tecidos. O músculo humano é rico em aminoácidos essenciais, por isso pode apoiar os órgãos vitais como o fígado e o coração durante os períodos de baixa ingestão. Mas atenção, o excesso de proteína também pode não ser saudável.

Para que ocorra o processo de ganho de músculos precisa estar disponível em nosso corpo todos os aminoácidos envolvidos na síntese de proteína, em quantidades adequadas para a reconstrução e, consequentemente, aumento das fibras musculares, já que os aminoácidos são os blocos fundamentais na construção das proteínas.

E quando se mantém uma ingestão adequada de proteína durante toda a vida, e, através de um estilo de vida ativo, com rotina de atividades físicas, pode-se evitar a sarcopenia.

Você sabia, que a sarcopenia, afeta em média 30% das pessoas com mais de 60 anos de idade e até 50% daquelas com mais de 80 anos.

Quais as principais funções das proteínas?

  • Crescimento e recuperação muscular, principalmente quando aliadas às atividades físicas.
  • Auxiliar em dietas, alguns estudos mostram que as proteínas são capazes de reduzir o apetite e promover uma sensação de saciedade, inibindo a liberação da grelina (hormônio da fome).
  • Aumento da produção da glutationa, o antioxidante mais importante do nosso corpo, no qual protege as células contra os radicais livres e também contribui com o aumento da imunidade.
  • Defesa do organismo e imunidade, através da produção de anticorpos, fortalecendo ainda mais o sistema imune.
  • Usadas em pós-operatório, as proteínas auxiliam na reconstrução e cicatrização após cirurgias;
  • Prevenção e tratamento da sarcopenia em idosos.

Quais são os principais alimentos fontes de proteína?

  • Carne vermelha, frango, peixes, ovos, leite de vaca, queijo, leguminosas como ervilha e feijão, amêndoas…

E além dos alimentos, também podemos suplementar a proteína na alimentação, através do whey, proteína vegana

O whey protein é considerado uma proteína completa e de alto valor biológico, ou seja, que contém todos os aminoácidos essenciais e elevado perfil de absorção, digestibilidade e aproveitamento pelo corpo. E qual a diferença dos Wheys?

  • Whey protein concentrado (WPC), foi o primeiro a ser desenvolvido, através de apenas um processo simples de secagem. Constituído de 30 a 80% de proteína proveniente do soro do leite, sendo que o restante corresponde à caseína, gordura, lactose e outros carboidratos.
  • Whey protein isolado (WPI), aonde o aperfeiçoamento das tecnologias de filtragem proporcionaram isolar uma quantidade maior de proteína do soro do leite (90 a 99%) com quantidades mínimas ou nulas de caseína, gordura, lactose e outros carboidratos.
  • Whey protein hidrolisado (WPH), é o tipo de whey protein de maior valor agregado em razão de sua complexa produção, que passa por um processo de hidrólise (similar ao que acontece no nosso estômago), para facilitar a absorção das proteínas durante a digestão. A hidrólise é a quebra das moléculas de proteína em várias partes menores, chamadas peptídeos.

E as proteínas também podem ser de origem vegetal, como:

  • A base de ervilha, no qual possui um perfil completo de aminoácidos essenciais, boa digestibilidade e absorção, não causa alergia, rica em fenilalanina e arginina.
  • A base de amêndoas, rica em proteínas, fibras, gorduras monoinsaturadas, vitamina E e arginina.
  • A base de arroz, com perfil completo de aminoácidos, boa digestibilidade, rico em arginina, glicina e fenilalanina, com cálcio, fósforo e potássio.
  • A base de semente de girassol, com perfil completo de aminoácidos essenciais, boa digestibilidade e absorção, rico em fenilalanina, glicina e arginina.

E quais os benefícios da suplementação de proteínas??

  • Para recuperar e ganhar massa muscular, quando associado a atividades física;
  • Para prevenir e tratar sarcopenia (processo natural de perda de massa muscular);
  • Como auxiliar em dietas de emagrecimento, quando utilizado como uma opção de alimento proteico de baixo teor de carboidratos, em substituição a alimentos de alto valor calórico, carboidratos e gorduras;
  • Para estimular o funcionamento do sistema imunológico, principalmente através da produção da glutationa;
  • Para acelerar a recuperação no pós – operatório.

As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não deve ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas especificas. Assim, as informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro profissional da saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. Por fim, nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura de ajuda por causa de algo que tenha lido em nosso site ou mídias sociais da Emporio de la Vita;

Balch, Phyllis A. – Prescription for Nutritional Healing. 

Benefícios da Suplementação da Vitamina D

Dentre as vitaminas, a vitamina D está entre as mais antigas estudadas, começando a ser estudada nos fitoplanctons, na espécie humana começou a ser estudada no final do século XIX e início do século XX, devido o aumento da população urbana e tratamento para o raquitismo, levando os governos a orientarem quanto a exposição ao sol e em seguida a indústria a fortificar os alimentos.

No entanto diferente das vitaminas, termo este criado por Casimir Funk, a vitamina D, na realidade é um pré-hormônio, que através de uma série de cascatas será convertida no hormônio esteroide calcitriol.

A vitamina D é uma vitamina lipossolúvel que possui propriedades tanto de uma vitamina quanto de um hormônio, é necessária para absorção e utilização do cálcio e do fósforo. É necessária para o crescimento e é especialmente importante para o crescimento e desenvolvimento normal dos ossos e dentes das crianças.

Este composto, é de fundamental importância para o ser humano, está diretamente envolvido com mais de dois mil genes, e apresenta receptores em todas as células humanas, a mesma característica só pode ser observada no hormônio da tireoide T3.

Apesar da vitamina D estar na maioria das vezes correlacionadas com a saúde óssea, estudos vem demonstrando que os níveis de vitamina D estão associados à inflamação do organismo, risco do desenvolvimento de câncer, diabetes, doenças cardíacas, autoimunes, dentre outras.

A deficiência de vitamina D está correlacionada com a fragilidade muscular, osteoporose, aumento de infecções virais e bacterianas, doenças autoimunes, estresse oxidativo, síndrome metabólica e da diabetes tipo II, risco de hipertensão, risco cardiovascular, risco de vários tipos de câncer e de doenças neurológicas e psiquiátricas.

Por isso a Vitamina D é essencial para o funcionamento do organismo humano.

Existem várias formas de vitamina D, incluindo a D2 (ergocalciferol), que vem de fontes alimentares, a vitamina D3 (colecalciferol), que é sintetizada na pele em resposta à exposição aos raios ultravioleta do sol, e uma forma sintética identificada como D5. Das três, a vitamina D3 é considerada a forma natural da vitamina D e foi considerada a mais ativa.

As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não deve ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas especificas. Assim, as informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro profissional da saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. Por fim, nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura de ajuda por causa de algo que tenha lido em nosso site ou mídias sociais da Emporio de la Vita;

Saliba w, Barnett-Griness o, rennert g. The relationship between obesity and the increase in serum 25(OH)D levels in response to vitamin D supplementation. Osteoporos Int. 2013 Apr;24(4):1447-54. Sorrentino V. Segredos para uma vida longa. 2ed. Porto Alegre: TRX Estratégias de Comunicação, 2014.  Terushkin v, Bender a, Psaty es, Engelsen o, Wang sq, Halpern ac. Estimated equivalency of vitamin D production from natural sun exposure versus oral vitamin D supplementation across seasons at two US latitudes. Journal of the American Academy of Dermatology. Volume 62, Issue 6, June 2010.  VIETH R. Vitamin D Toxicity, Policy, and Science. J of Bone and Mineral Research. Volume22, IssueS2, December 2007. Wacker M, Holick MF. Sunlight and Vitamin D: A global perspective for health.  Dermatoendrocrinology 2013, Jan1;5(1):51-108 Yang CY, Leung PS, Adamopoulos IE, Gershwin ME. The implication of vitamin D and autoimmunity: a comprehensive review. Clin Rev Allergy Immunol. 2013;45:217–26.

Alecrim (Rosmarinus officinalis)

O alecrim (Rosmarinus officinalis) é nativo da América do Sul e da região mediterrânea. Faz parte da família de plantas Lamiaceae, junto com hortelã, orégano, erva-cidreira e manjericão. O seu nome botânico, “Rosmarinus”, significa literalmente “orvalho do mar”, que se pensa ser derivado da antiga lenda de que onde quer que se ouça o mar, cresce o alecrim.

Na história do Alecrim já o conheciam como a “erva da lembrança”, na Grécia, por exemplo, costumava-se usar grinaldas de alecrim na testa para estimular a memória dos estudantes nas épocas de exames, também utilizavam o alecrim em santuários e, junto com os romanos, consideravam-no um símbolo de lembrança e lealdade. Utilizaram na idade média para proteger contra a peste e outras doenças infecciosas. E hoje em dia o alecrim é uma erva com muitos usos culinários quanto aromáticos, além de aplicações na medicina tradicional à base de ervas e na ayurveda.

Já se sabe que essas propriedades estão sendo comprovadas cientificamente, pelos benefícios para o cérebro e pela capacidade de promover o raciocínio claro e a memória, além do seu aroma fresco e mentolado auxiliar a combater a fadiga, elevar o ânimo, renovar o entusiasmo e aumentar a autoconfiança. Ainda possui propriedades antissépticas, tornando-se um forte aliado contra resfriados, gripes e infecções respiratórias.

·       O alecrim pode ser obtido em uma ampla variedade de formas, incluindo: pó, chá, extratos e óleo essencial.

As diferentes formas de alecrim podem produzir efeitos diferentes. Os extratos diferem especialmente dependendo de como o alecrim é extraído e quais compostos são extraídos.

O chá de alecrim contém compostos que apresentam efeitos antioxidantes, anti-inflamatórios e antimicrobianos, capaz de combater fungos e bactérias patogênicas. Os dois compostos mais estudados no alecrim são o ácido rosmarínico e o ácido carnósico. Os estudos também investigaram os efeitos dos ácidos rosmarínico e carnósico no câncer. Eles descobriram que os dois ácidos podem ter propriedades antitumorais e até mesmo retardar o crescimento de células de leucemia, mama e câncer de próstata.

Os benefícios do alecrim para o cérebro são muitos, com muitas pesquisas realizadas sobre sua capacidade de proteger e melhorar a função cerebral. Um dos ingredientes por este efeito é o ácido carnósico, eficaz no combate aos radicais livres no cérebro. Curiosamente, este antioxidante não tem como alvo os radicais livres até que eles comecem a danificar as células cerebrais. Além de sua potente e seletiva capacidade antioxidante, o ácido carnósico também estimula o cérebro a produzir o “fator de crescimento nervoso” (NGF), fundamental para um cérebro e sistema nervoso saudáveis.

O extrato de alecrim pode melhorar o humor, promovendo um equilíbrio saudável das bactérias intestinais e reduzindo a inflamação no hipocampo, a parte do cérebro associada às emoções, aprendizado e memórias. Outra ação que muito nos interessa no alecrim é de aumentar os níveis de dopamina, de forma equilibrada, sem aumentar a ansiedade, deixando o cérebro mais focado.

Um dos principais constituintes do óleo essencial de alecrim é o fitoquímico 1,8-cineol. É este composto que tem sido pesquisado intensamente por sua capacidade de melhorar a memória, concentração, desempenho cognitivo e humor.

A utilização do óleo essencial de alecrim possui vários fins terapêuticos como: acne, anti-séptico, artrite, asma, dores nas costas, celulite, resfriados, prisão de ventre, caspa, depressão, diarréia, entusiasmo, fadiga, gripe, retenção de líquidos, dores de cabeça, memória, dores menstruais, enxaquecas, dores musculares, exaustão nervosa, cabelos oleosos, problemas respiratórios, autoconfiança, sinusite.

Um estudo publicado na revista “Therapeutic Advances in Psychopharmacology” foi realizado para avaliar as possíveis relações farmacológicas entre o 1,8-cineol absorvido após a exposição ao aroma de alecrim, desempenho cognitivo e humor. Os resultados mostraram, “que o desempenho em tarefas cognitivas está significativamente relacionado à concentração de 1,8-cineol absorvido após a exposição ao aroma de alecrim, com desempenho melhorado em concentrações mais altas”.

Na verdade, simplesmente cheirar o alecrim parece ser benéfico. Um estudo em 20 adultos jovens saudáveis ​​observou que inalar o aroma de alecrim por 4 a 10 minutos antes de um teste mental melhorou a concentração, o desempenho e o humor.

O ácido rosmarínico é o composto responsável pelos efeitos analgésicos e anti-inflamatórios do alecrim. Em 2003, o “Journal of Rheumatology” publicou um estudo que analisou o ácido rosmarínico e sua capacidade de modular a resposta do sistema imunológico. O ácido rosmarínico ajudou na redução da hiperatividade encontrada nos tecidos imunológicos que resulta na artrite reumatoide e também reduziu o acúmulo de fluido nas articulações. Um estudo de 2008 do Departamento de Farmácia e Farmacologia da Universidade Estadual de Maringá, no Brasil, descobriu que o ácido rosmarínico reduz a inflamação e o acúmulo de líquidos, ao mesmo tempo que atua como analgésico. Por isso o alecrim também é muito utilizado para artrite.

Estudos demonstraram que os compostos do chá de alecrim podem regular o açúcar no sangue, sugerindo que o alecrim pode ter aplicações potenciais para controlar a glicemia em diabéticos. As pesquisas indicam que o ácido carnósico e o ácido rosmarínico podem melhorar a sensibilidade à insulina, melhorando a captação de glicose nas células musculares, reduzindo o açúcar no sangue.

As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não deve ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas especificas. Assim, as informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro profissional da saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. Por fim, nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura de ajuda por causa de algo que tenha lido em nosso site ou mídias sociais da Emporio de la Vita.

Referências: Shipley, Mary – Aromatherapy, for everyone.; Worwood, Valerie Ann – The Complete Book of Essential Oils and Aromatherapy; Balch, Phyllis – Prescription for Nutritional Healing, Clube da Rita Castro.

Magnésio um mineral essencial a saúde humana, mas por quê?

O magnésio é um catalisador vital na atividade enzimática, especialmente a atividade das enzimas envolvidas na produção de energia, além de auxiliar na absorção de cálcio e potássio.
E o que acontece quando há falta de magnésio no organismo??

– A deficiência de magnésio interfere na transmissão de impulsos nervosos e musculares, causando irritabilidade e nervosismo.


Por que é importante a suplementação de magnésio?

– A suplementação de magnésio pode ajudar a prevenir a depressão, tonturas, fraqueza muscular e espasmos, síndrome pré-menstrual (TPM), além de ajudar a manter o equilíbrio adequado do pH do corpo e manter a temperatura normal do corpo.
Estudos mostraram que o magnésio ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, osteoporose e pode reduzir os níveis de colesterol.
Quando o organismo está com deficiência de magnésio pode apresentar alguns sintomas, como: confusão, insônia, irritabilidade, má digestão, convulsōes, e muitas vezes, uma deficiência de magnésio pode ser sinônimo de diabetes e sua deficiência pode ser a raiz de muitos problemas cardiovasculares.
A deficiência de  magnésio pode levar a acidentes fatais, arritmia, hipertensão, parada cardíaca, assim como asma, fadiga crônica, dores crônicas, depressão, insônia, síndrome do intestino irritável e distúrbios pulmonares. Pedras nos rins também podem ser causadas pela falta de magnésio.


Na alimentação o  magnésio pode ser encontrado nos peixes, carnes, frutos do mar, abacate, banana, alho, cereais entre outros.


Portanto, já sabemos que o magnésio é um poderoso mineral, participa de muitas funções no nosso organismo, incluindo a síntese de proteínas, função muscular e nervosa, controle de glicose no sangue e regulação da pressão arterial. Ao mesmo tempo é essencial ao relaxamento dos músculos e do sistema nervoso também é necessário para a produção de energia e para o desenvolvimento estrutural do osso.


E na suplementação existe várias formas de fazer a suplementação do Magnésio:
Magnésio Glicinato: contém o magnésio ligado ao aminoácido glicina, o que facilita a absorção intestinal. Além de possuir alto teor de magnésio elementar, a glicina ajuda a chamar o GABA, relaxar a mente e preparar o sono. Por isso, sua administração ideal no fim de tarde e a noite.
Magnésio Malato: é um importante intermediário do ciclo de Krebs, importante na produção e metabolismo de energia, contração muscular,  transmissão de impulsos nervosos e  mineralização óssea. Ótimo para ser ingerido antes da atividade física. 
Magnésio Citrato: é conhecido como o melhor custo benefício para ingerir os suplementos de magnésio. E mais fácil de digerir e de melhor absorção que outras formas, possui alto teor de magnésio elementar e atua com intensidade na produção de energia. Geralmente consumido durante o dia.
Magnésio Treonato: é uma forma altamente absorvível de magnésio capaz de atravessar a barreira hematoencefálica e facilmente forçar o seu caminho através de membranas celulares, atuando positivamente com mais potência nas funções cerebrais do que qualquer outra forma. Excelente para ser ingerido pela manhã e inicio da tarde, para um “up” no foco e performance mental.

As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não deve ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas especificas. Assim, as informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro profissional da saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. Por fim, nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura de ajuda por causa de algo que tenha lido em nosso site ou mídias sociais da Emporio de la Vita


Balch, Phyllis A. – Prescription for Nutritional Healing. 

Aromaterapia com Óleo Essencial de Capim Limão

Aromaterapia é o uso de óleos essenciais puros para melhorar o bem-estar físico e mental. Os óleos essenciais são aromáticos, extraídos de plantas, altamente concentrados, e podem ser utilizados em diferentes situações em nossas vidas.

Os óleos essenciais não afetam apenas o nosso físico, mas também o mental e o emocional, inclusive a inalação de alguns óleos essenciais foram associados à liberação/ de substâncias químicas cerebrais que estimulam várias emoções.

O óleo essencial de capim limão ou lemongrass é conhecido como importante componente da culinária indiana e asiática, também é utilizado na medicina tradicional ayurvédica.

O uso terapêutico do óleo essencial de capim limão é para acne, purificador de ar, pé de atleta, transpiração excessiva, flacidez, dores de cabeça, repelente de insetos, jet lag, dores musculares, pele oleosa, sarna, estresse, distúrbios gastrointestinais, indigestão, colite, desintoxicante, celulite, exaustão física e mental.

O óleo essencial de capim limão também possui propriedades terapêuticas por ser: analgésico, antifungica, anti-infecciosa, antimicrobiana, anti-séptico, adstringente, depurativo, digestivo, diurético, tônico.

Aplicações essenciais do óleo essencial de capim limão:

  • Para acne ou pele oleosa, adicione 2 a 3 gotas no óleo carreador e aplique suavemente nas áreas afetadas várias vezes ao dia.
  • Para pé de atleta, dores musculares, adicione 2 a 3 gotas no óleo carreador e massageie nas áreas afetadas várias vezes ao dia.
  • Para transpiração excessiva, adicione 2 a 3 gotas no óleo carreador e aplique nas axilas ou em outras áreas.
  • Para flatulência, adicione 2 a 3 gotas no óleo carreador e massageie a região abdominal inferior.
  • Para dor de cabeça, adicione 2 a 3 gotas com óleo carreador e massageie as têmporas.
  • Para jet lag ou estresse, use 2 a 3 gotas em uma inalação a vapor.
  • Para repelir insetos use 2 a 3 gotas em um difusor no ambiente.

Combina bem com óleo essencial de: Manjericão, Sálvia, Eucalipto, Gerânio, Lavanda, Melaleuca, Alecrim.

As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não deve ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas especificas. Assim, as informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro profissional da saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. Por fim, nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura de ajuda por causa de algo que tenha lido em nosso site ou mídias sociais da Emporio de la Vita.

Referências: Shipley, Mary – Aromatherapy, for everyone.; Worwood, Valerie Ann – The Complete Book of Essential Oils and Aromatherapy; Balch, Phyllis – Prescription for Nutritional Healing

Detox

Muito comum no início de ano, ou logo após festas, férias, finais de semana, um período quando normalmente há mais exageros na alimentação ouvir falar em “detox”, mas afinal de contas, o que significa Detox?

  • Vem da palavra “Detoxification”, que em inglês significa desintoxicar: estimular o organismo a eliminar toxinas.

Todos os dias o organismo do ser humano é bombardeado com inúmeros tipos de toxinas, produtos industrializados cheios de conservantes, corantes, aditivos químicos, agrotóxicos, pesticidas, poluição… E ao fazer um processo de detox no organismo por um período o objetivo é que ele fique “livre” para efetuar suas funções de regeneração e restauração.

A detoxificação do organismo traz benefícios a saúde porque renova totalmente as funções de eliminação do organismo, aumentando a vitalidade e a energia do corpo.

Lembrando que detox não é uma dieta, mas um “tratamento” que busca restaurar a saúde intestinal e possibilitar, com maior sucesso, a reposição de prebioticos e probioticos.

Ou seja, o objetivo de um detox é potencializar as funções da eliminação de toxinas do organismo, que são executadas através dos órgãos excretores (rins, intestino, sistema linfático e pele). Podendo resultar na perda de peso e aumento da resistência e força de um sistema imunológico.

E existem alguns alimentos que auxiliam neste processo, vamos destacar alguns como:

  • Chá de dente de leão, uma erva com funções diuréticas, fonte natural de potássio, eficaz para auxiliar no tratamento de inflamações, congestão do fígado e da vesícula biliar.
  • Spirulina, fonte de vitaminas, minerais, antioxidantes, destacando-se por ser rica em aminóacidos, possuir vitamina A, auxiliar no controle da glicose, reduzir a anemia, melhorar a força muscular, possuir propriedades anti-inflamatórias, evitar o envelhecimento precoce, além de fazer bem para a pele, cabelo e unhas.
  • Clorella, com efeito no equilibrio da função mitocondrial, além do processo de detoxificação. Rica em ácidos graxos, ômega 3 e 6, carotenoides, vitaminas do complexo B, ácido ascórbico, magnésio, ferro, zinco, inositol, selênio, cálcio, cobre e compostos fenólicos. A clorella além de gerar energia, ATP, nas nossas células, atua como substrato para a microbiota benéfica intestinal, atuando como quelante de metais pesados e toxinas auxiliando no processo de detoxificação, protegendo o DNA contra lesões e modula os níveis glicemicos e lipidicos sanguineos, fortalece o sistema imunológico e promove saúde ocular.

E há alimentos que potencializam o detox, como a cúrcuma poderoso antioxidante e anti-inflamatório.

E para quem gosta dos óleos essenciais, também há os que auxiliam neste processo, mas isso é assunto para outro post…

As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não deve ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas especificas. Assim, as informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro profissional da saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. Por fim, nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura de ajuda por causa de algo que tenha lido em nosso site ou mídias sociais da Emporio de la Vita.

Referências: Henrique, Andrea, Detox, programa para desintoxicar seu organismo em 7 dias – Hoffman, David, Plantas medicinais, o guia completo das. – live pure culinary institute; Pachavega living foods education; Plant Lab Culinary; http://goodeleanhealth.com; http://pachavega.com; https://livepureculinary.com